Ansiedade: Saiba como não descontar na comida!

Compartilhe o Post

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Desde 2017, foi comprovado que o Brasil possui o maior índice de pessoas com transtornos de ansiedade em todo o mundo.  

O contexto atual que vivemos, de muitos desafios, cobranças e mudanças repentinas de cenários acabam sendo um gatilho para o surgimento da ansiedade, um transtorno que afeta o bem-estar físico, mental e também social de milhares de pessoas de todas as idades. 

A ansiedade não é um sentimento ruim. Pelo contrário, ela é uma resposta natural do corpo mediante algumas situações. Porém, quando agravada, a ansiedade pode trazer sérios prejuízos à saúde, tanto saúde física quanto mental. Indivíduos que apresentam um quadro ansiedade mais grave podem sofrer também de físicos, como tensão, dores de cabeça, dores musculares, problemas gástricos e digestivos, além das questões emocionais, como falta de concentração, insônia, falta de memória, irritabilidade e vários outros. 

Para muitos indivíduos com ansiedade, há uma necessidade de algo para suprir aquele sentimento, e a comida diversas vezes acaba servindo como uma válvula de escape para estes momentos de ansiedade extrema, fazendo com que o indivíduo crie uma relação negativa e de dependência com os alimentos.  

Se você sofre desta condição, anote essas dicas abaixo e saiba como não descontar na comida:  

  • Analise suas emoções  

Entenda o motivo por trás desta conexão entre ansiedade e comida. Pare para refletir seus pensamentos, ações e nas consequências que elas vão te trazer. Pense se você está comendo porque você está com fome e precisa de alimento, ou se há outra razão por trás.  

Saiba que não há nada de errado em comer um pouco mais ocasionalmente, mesmo estando sem fome, mas o excesso pode ser prejudicial, mental e fisicamente.  

  • Mantenha um cronograma saudável e equilibrado  

Se planeje! Faça um cronograma saudável e coloque-o em prática, desta forma, você vai se adaptar a esta rotina sem pensar em se sabotar.  

Opte por refeições completas e equilibradas e mude a forma como você se relaciona com a comida! 

  • Não se prive 

Não restrinja o seu corpo! Pesquisas mostram que dietas extremamente restritivas podem prejudicar a saúde física e mental do indivíduo, além de criar uma relação negativa com os alimentos.  

  • Se hidrate 

Manter a hidratação adequada é importante para a saúde geral e pode ajudá-lo a prevenir excessos relacionados ao estresse. 

  • Mantenha-se ocupado! 

Quando você se encontra com muito tempo livre extra, o tédio pode se tornar um gatilho para episódios de crise de ansiedade e, consequentemente, você pode acabar descontando tudo na comida. Portanto, se ocupe!  

Aprender algo novo ou iniciar um projeto pode não só prevenir o tédio, mas também provavelmente fazer você se sentir mais realizado e menos estressado. 

  • Controle a quantidade que você come  

Pratique o controle das porções! Se atente no que você está comendo, e monte um prato equilibrado e suficiente para se manter saciado! Evite comer exageradamente!  

  • Foque na sua saúde mental 

Em tempos estressantes, é mais importante do que nunca cuidar da saúde mental! 

  • Não se restrinja, nem exagere!  

Além disso, peça ajuda! Procure um profissional especializado e obtenha a ajuda de um especialista, que vai ter as ferramentas necessárias para lhe ajudar neste momento. Conte com a Bem-Estar Maricá para cuidar de você!  

 

Veja outros posts

Queda capilar: As principais causas

A queda capilar é uma ação que tira o sono de muitas pessoas. Nesse sentido, certas atitudes podem acelerar este processo e prejudicar seus fios.